sábado, 31 de dezembro de 2011

Ano novo. Vida nova.

Vamos então estrear mais um ano o tal o que se deseja melhor que os seus antecessores isto para a maioria de nós,claro. Haverá quem não pense assim por todas as razões e mais alguma. Pessoalmente vou tentar dar a " volta " por cima à crise e já tenho umas ideias em mente. Vamos então a dois mil e doze com esperanças de saúde, trabalho e uns trocos para a viagem.

Uma nova luz em 2012             *
    * Foto de Zé Pinto Lopes.                                                     

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Alterações Climáticas ?

2011 deverá ser um dos anos mais quentes desde 1931Boletim preliminar clima 20112011-12-29 (IM)
O ano de 2011 em Portugal continental deverá ser um dos três mais quentes desde 1931, em termos da média da temperatura máxima, e um dos sete mais quentes dos últimos 80 anos, tendo como referência a temperatura média anual, de acordo com a versão preliminar do Boletim do Clima do Ano de 2011, disponibilizado hoje pelo Instituto de Meteorologia, I.P.
Os meses que mais contribuíram para o ano de 2011 ser um dos anos mais quentes em relação à temperatura máxima, foram abril, outubro, maio, junho e setembro, que registaram anomalias em relação a 1971-2000 de +4.90ºC, +4.73ºC, +3.91ºC, +1.58ºC e +1.22ºC respetivamente. De realçar ainda que os meses de maio e outubro foram os mais quentes desde 1931, em relação ao valor da temperatura máxima do ar e abril foi o segundo mais quente na temperatura média e máxima do ar, também desde 1931. Também as temperaturas mínimas em abril e em maio estiveram muito acima do valor normal.
É de salientar que nos últimos 18 anos a temperatura média anual foi sempre superior ao valor médio 71-2000, com exceção de 2008.
O total de precipitação anual deverá ser  inferior ao valor normal 1971-2000, com uma anomalia de -132.2mm. Durante o ano destacam-se os meses de novembro, que  registou um total mensal superior ao normal em +48.9mm e de dezembro com um total mensal muito inferior ao normal.
Em 2011 destacam-se como fenómenos climáticos relevantes, as inundações em Lisboa dia 29 de abril, com queda violenta de granizo em Benfica e Damaia, tendo-se originado  camadas de gelo no solo com vários centímetros de altura; o vento forte com rajadas superiores a 100Km/h de onde se destacam, entre outras, os 157 km/h de rajada em Faro (24 de outubro) e 134 km/h em Coruche (16 de fevereiro); a temperatura máxima do ar em maio e outubro foi a mais alta desde 1931 e a ocorrência de 5 ondas de calor em Portugal continental, uma em abril, duas em maio e duas em outubro; a queda de neve em vários pontos do pais, que levou a condicionamentos locais, como o encerramento de escolas.
Nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores, os valores médios de temperatura do ar foram superiores aos valores normais. No que diz respeito aos totais de precipitação, os Açores apresentam valores inferiores ao normal, à exceção da Horta, onde foram muito superiores. Na Madeira os valores de precipitação no Funchal foram inferiores ao normal, enquanto que no Porto Santo foram cerca de 170% superiores ao respectivo valor normal.
- Boletim Climatológico Clima 2011 - Versão Preliminar *  Fonte ; Instituto Português de Meteorologia.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Cinema. Morreu Uma actriz.

Chita morre aos 80 anos

.
A famosa Chita, a “macaca” que acompanhou Tarzan nos filmes da década de 1930, morreu no passado dia 24 na reserva Suncoast Primate Sanctuary, na Florida, Estados Unidos da América, aos 80 anos.
A informação só agora foi divulgada por os responsáveis da reserva, onde a macaca mais famosa de Hollywood estava desde 1960. Refira-se que Chita ultrapassou o dobro dos anos de vida habituais para um chimpazé em cativeiro.
Chita participou nos filmes “Tarzan, o Homem Macaco” (1932) e “Tarzan e a sua Companheira” (1934), entre outros protagonizados por Johnny Weissmuller e Maureen O´Sullivan.

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Luzes de Lisboa e Madrid são destaque da imagem do dia da N.A.S.A.

A fotografia foi tirada pela Agência Espacial Norte-americana no passado dia 4 de dezembro, num domingo, e ganhou destaque como ‘Imagem do Dia’.
Uma fotografia captada pela NASA faz-nos conhecer melhor como é Portugal à noite. Acaba também logicamente por nos fazer perceber como está o nosso país povoado e em que áreas a densidade é superior.

A imagem esteve como ‘Destaque do Dia’ no site Observatório da Terra, da Nasa.
                                 
                                         

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Humanidade.

                                 Apesar de nossos amigos . Alguns não escapam ao abandono.


                                                           Nunca os abandones
                                                           Sempre te esperarão.

Um animal é para estimar.   *  1


                                                    
                                                             






                                                        Não o abandones. 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            
                                                                   
                                                    
                                                          Procuro o meu Pai, a minha Mãe, os meus irmãos ...
                    
                                                                     ? Alguém sabe quem os leva postos ?


                                                                                          


                                                                                                  

   Detenhamos a barbárie.   
                                    
                                                        Um filme para nos deixar a pensar na humanidade.

Fotos. Blog:     " El Guadiana y la trailla "
                    " El País ...de los bosques "
                          " Bulnes blog "
                         * 1  Foto -  " o meu gato "  autor-Zé Pinto lopes                   

domingo, 25 de dezembro de 2011

Crianças

A natureza sempre nos anima  *
Hoje é o dia em que as crianças por norma brincam com os presentes que lhes trouxe o Pai Natal enchendo com a sua alegre presença as nossas casas e as nossas ruas. Foi a ausência delas, aqui na minha rua e no meu bairro, duma maneira geral, que me fez estranhar este dia de natal.
                                                                      
Agora nem as iluminações natalícias pelas casas vizinhas ou árvores de natal se notam.Uma tristeza! Registo com saudosa memória alguns anos em que por aqui respirava-mos um ambiente bem diferente. Até nisto os tempos actuais de crise, quase generalizada,  nos conduziram.
Crianças ?   *

* Fotos: Zé Pinto Lopes

sábado, 24 de dezembro de 2011

Serraciclo ou cicloserra ?

Serraciclo.Cicloserra. ?
 Finalmente acertei com a reprodução da imagem com que pretendo divulgar aquilo que me parece do mais útil em tempos de crise. Qual moto-serra qual quê !!!

 Além do mais é melhor que ir ao ginásio.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Inverno

                                                                     Inicio do Solstício de Inverno ontem ás 5 h 30m.
                                                                                
Dia de Inverno em Estremoz
                                                                
Parece que estamos em tempos algo estranhos no que ao clima diz respeito dado que o mês de Dezembro está a acabar e tudo aponta para a continuação de temperaturas algo amenas para já não falar da ausência de chuva, vento ou nevões na Península. Veremos se o Inverno que começou agora vai trazer alguma mudança ao panorama.




*

                           Cumulonimbus                       **
                                                                                        Cuidado com estas nuvens pesadelos da aviação.                                               

* Foto Zé Pinto Lopes
** Foto da Blogosfera                  

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Cascais Paisagem com Pessoas dentro.


 Foi lançada mais uma obra sobre ou acerca de Cascais por esse Homem de muito saber que é o Sr. Doutor. José d' Encarnação.


                                                      
Podia  deter-me obra mas não o farei por ora, uma vez que o seu autor disso se encarrega com mestria e saber como qualquer um de nós, cascalenses ou cascaenses, sobejamente reconhecemos. Tive  a subida honra e o grato prazer de assistir ao acto no qual foram realçadas as mais diversas facetas do "nosso" José d' Encarnação, facetas abrangentes decerto, mas não o suficiente de a pontos tais, o Sr. Presidente da Edilidade, Carlos Carreiras desejar outro José d' Encarnação  para " retratar " o lado Oriental do Concelho, aparentemente sem um "Biógrafo" à altura. Veremos se o desafio foi aceite e oxalá que sim! Das palavras ditas então muito haveria a sublinhar e seria um nunca mais acabar de sublinhados. Por fim, deixo aqui um grande obrigado ao Sr. Dr. José d' Encarnação por mais esta sua (ia a dizer nossa) leitura do encantador torrão onde nascemos, mas não o posso fazer por ser o ilustríssimo doutor um natural do Algarve  que crescendo por estas terras desde pequenino as retrata com o amor de um "nado e criado" nestas paisagens com pessoas dentro. Bem haja meu bom Amigo.

Um saber Cascais*    
 *Fotos de Zé Pinto Lopes

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Bom Natal ???

Vamos a ver se vale a pena desejar um bom Natal a toda a gente. Sou da opinião que não. A não ser que queira ser cínico e hipócrita em relação a mim mesmo. Lembrando-me daqueles que me traíram, mentiram e roubaram . Bom Natal a um membro chegado da família que, maldoso e roído de inveja por uma obra que eu realizei tentou em vão, com uma denúncia obstar ao seu termo esquecendo-se de verificar que eu tinha obtido autorização prévia da entidade competente para a realizar ? Bom Natal a um determinado fulano que se comprometeu comigo na concretização de um negócio vantajoso para ambos, e que no ultimo instante deu o dito por não dito mentindo descaradamente, atitude própria destes tempos.

Falsos amigos
                                                         
Bom natal aos elementos de uma companhia de seguros que quando confrontados com a necessidade óbvia de me indemnizar não só não o fizeram em tempo útil, protelando até ao último dia que a lei os obriga o débito dessa mesma indemnização a qual, para se chegar a um acordo, tive de me sujeitar aos maiores arbítrios dos funcionários dessa entidade com a qual mantivera até ali as mais cordiais relações (pagamentos) ? Nunca acreditei no que diziam por aí que as companhias de seguros, quando delas necessitamos, tentam por todos os meios eximir-se às suas responsabilidades sociais, mas este episódio confirmou as piores suspeitas.( Haverá honrosas excepções decerto.) Quando recorri dentro do meu legítimo direito à "minha" seguradora de sempre, estalou todo o verniz com que durante anos encobriu o seu proceder. Bom Natal a uma legião de conhecidos e desconhecidos, amigos ou familiares, vizinhos  próximos ou distantes sem valor humano? Bom Natal  àqueles que dentro dos seus carros por essas estradas agem como se fossemos inimigos a abater? Àqueles que todos os estios lançam fogo às florestas ? Aos que governam este país?  
                                                                   
Aspecto do Espírito Natalício actual (quer queiram, quer não).
                                             
Bom Natal aos crónicos invejosos mesquinhos, anti-sociais, mal educados e calhandreiros  portugueses?  Muito e muito mais teria para dizer mas abstendo-me,  fico com a certeza que após a quadra natalícia tudo será como antes, senão pior. A mim não me enganam mais, "tugas". Eu, serei sempre eu, apesar de tudo, mas quero-me bem longe desta choldra. Sou e serei português mas da velha cepa. Dos tais orgulhosamente sós, se necessário.

     Os meus sinceros votos de Bom Natal vão  sómente para uma minoria que tenho muito bem referenciada
     não esquecendo, claro,  quem por aqui passa ( os  seguidores deste blogue ) que muito estimo.
   

domingo, 18 de dezembro de 2011

General Sanjurjo. Herói de Espanha morreu em acidente na localidade da Areia em Cascais.

Memorial a Sanjurjo no local do fatidico acidente hoje Rua de Santa Cruz.* 1
* ...Entretanto, havia pouco, rebentara a guerra de Espanha que dividira aquele país em dois campos. Dum lado os que eles chamavam os " republicanos ", de facto apoiados pela Rússia, que projectavam implantar ali uma república soviética, e do outro lado os " nacionalistas, liderados pelos militares, quase todos oficiais da " Legião Estrangeira ", que tinham participado nas guerras de Marrocos e que pretendiam expulsar os comunistas ( " los rojos ", como lhes chamavam ) do país para fora; repor um governo nacionalista de direita apoiados pela Itália e pela Alemanha.
   O líder da revolução contra " los rojos " era o general Sanjurjo, um dos militares espanhóis de maior prestígio, herói das guerras de Marrocos, que fora distinguido com as mais altas condecorações e era considerado o maior estratega do Exército Espanhol.
  Sanjurjo vivia nessa altura em Portugal exilado e fora daqui que organizara, orientara e dirigia toda a estratégia revolucionária dos nacionalistas. Nesses últimos tempos da chamada república, a cujos dirigentes e partidários toda a gente chamava em Espanha " los rojos ", cometiam-se naquele país as maiores atrocidades.
  Espanha estava entregue ao " poder popular, " que mandava brigadas prender e fuzilar as pessoas à mais pequena denúncia ou até sem denúncia nenhuma.
  As brigadas entravam, armadas de metralhadora, nas casas, levavam os homens, algumas vezes até as mulheres, e fuzilavam todos. Em Madrid imperava a lei do terror, terror esse que, quando estalou a guerra cívil, se agravou ainda mais.
   Sanjurjo contava com os melhores generais espanhóis como : Queipo de Llano, Franco,Varela,Millan Astray, o grande mutilado das guerras de Marrocos, Quindelain da aviação e muitos mais.
   Naquele ano de 1936 a confusão era cada vez maior em Madrid e os assassinatos eram constantes. Mandava-se mater pessoas até por vingança.
   Os dirigentes republicanos Azaña e Prieto, que ainda mantinham um resto de ordem e coerência, tinham sido marginalizados pela chamada " Frente Popular ", o governo Popular pouco mais fazia do que assassinar cada vez mais gente, principalmente religiosos ou padres. Fora neste ambiente que Calvo Sotelo tivera a coragem de no parlamento condenar a " Frente Popular ", tendo sido imediatamente ameaçado de morte palas bancadas. E, de facto, logo a seguir os " guardas de assalto " foram buscá-lo a casa, levaram-no para o campo e assassinaram-no.
   Este assassinato fora a última gota, o " detonador " da revolução que viera a rebentar no dia 18 de Julho de 1936. Poucos dias antes da data marcada para o inicio das operações veio uma avioneta de Espanha, pilotada por um dos irmãos Ansaldo, aterrou no campo de corridas da Quinta da Marinha, em Cascais, para levar Sanjurjo.
Simples palavras, mas grandes no sentir. * 2
   O general embarcou com as suas malas, o piloto Ansaldo pôs-se face ao vento, isto é, no sentido sul-norte, descolou e ... foi a tragédia, pois a avioneta, que passara já as árvores no fim do campo com bastante dificuldade, caiu em perda depois de as sobrevoar, incendiando-se imediatamente . Sanjurjo morreu horrorosamente carbonizado, salvando-se o piloto por verdadeiro milagre.
   A primeira ideia fora a de que a avioneta aterraria na Portela e de lá descolava com Sanjurjo a bordo. Porém, com alguma coisa deste projecto tivesse transpirado, o governo de Espanha, que era a " Frente Popular ", protestou oficialmente, o que obrigou o governo  Português a proibir a aterragem da avioneta, a qual se viu, assim, forçada a ir aterrar ao campo de corridas da Marinha em segredo, que toda a gente conhecia mas fingia não conhecer.
General Sanjurjo
   Sendo o campo da Marinha  um campo qualquer, não um aeródromo, a aterragem e a descolagem passavam a ser clandestinos, portanto, sem responsabilidades para o governo Português. foi com estas razões que o inexorável " destino ", mais uma vez, mudou o curso da história ao matar o chefe do movimento espanhol. Na realidade, se o " movimento "  tivesse  tido Sanjurjo como chefe, ter-se-ia passado tudo da mesma maneira ? Isso é coisa que nunca se poderá saber.
   Quanto às razões da tragédia nunca vieram a apurar-se completamente. Uns diziam que a pequena avioneta estava carregada de mais porque o general quisera, à viva força, levar muitas malas com todos os seus fardamentos e já tinha um grande peso de combustível. Outros diziam que o piloto Ansaldo, com a pressa, se pusera face ao vento para descolar com pouco mais de meia pista à sua frente, desprezando a outra metade, o que parece estranho pois Ansaldo era um piloto muito experiente. Outros ainda acham que a avioneta fora mal escolhida para o efeito, por precisar de uma pista muito comprida para descolar. Esta razão não é válida pois, por fotografia tirada momentos antes da descolagem, vê-se perfeitamente que as asas da avioneta eram muito profundas, portanto permitiam descolagens em terreno curto.
  A hipótese de a avioneta estar carregada de mais também não se verificava porque, segundo testemunho de D. Maria Luisa Castelo Novo, em casa de quem ele e a sua mulher almoçaram e que os acompanhou ao Campo da Marinha, ele levava apenas uma pequena mala.
                                                                    Pouco depois do acidente     Foto do Arquivo Fotográfico da Camara Munucipal de Lisboa.
                                                                                     
     Fosse como fosse, o desastre deu-se, e os nacionalistas ficaram sem o seu grande chefe militar, começando,portanto,a guerra civil da pior maneira.
   Mas não perderam tempo. Poucos dias depois da tragédia já estava escolhido, por unanimidade, o General Francisco Franco, para suceder a Sanjurjo na chefia do " movimento ".      * 1                                                                                                                                                   
 


* -1;      Extrato do livro de Pedro Falcão " Os Valares " 
              Edição  da Academia de letras e Artes.
              * Fotografias nº 1 e 2 . Autor: Zé Pinto lopes.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Outono 2011 foi o 3º mais quente desde 1931

2011-12-16 (IM) O outono de 2011 (setembro, outubro e novembro) em Portugal Continental foi o 3º mais quente desde 1931, em relação à média da temperatura máxima do ar, com uma média de 23.41ºC, +1.96ºC acima do valor normal (1971-2000). Os anteriores maiores valores ocorreram em 1985, com 23.53ºC, e em 1948, com 23.51ºC.

Os valores médios da temperatura média e mínima, foram igualmente superiores ao valor normal, com anomalias de +1.17ºC e +0.38ºC respetivamente.

Neste outono, podemos destacar o mês de outubro, que registou o valor médio mais alto da temperatura máxima do ar desde 1931, com 25.96ºC e uma anomalia de +4.73ºC, em relação ao valor normal, que juntamente com setembro tornaram este outono mais quente que o normal.

Quanto à quantidade de precipitação, o valor registado de 269.7mm foi próximo do valor normal (1971-2000), com uma anomalia de cerca de +20.1mm, classificando-se como um outono normal a chuvoso, exceto na região Norte, onde foi normal a seco.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Precisa-se de matéria prima para construir um País




 
Convido-vos eventuais leitores a lerem este texto da autoria de Eduardo Prado Coelho publicado no Jornal Público há já alguns anos até porque o seu autor já não está entre nós. Agradeço a disponibilidade do Sr: Dr. Hugo Sarmento e do seu blog " PERSPECTIVAS ".
                                                                                  
Matagais  *
                                                                             

A crença geral anterior era de que Santana Lopes não servia, bem como Cavaco, Durão e Guterres. Agora dizemos que Sócrates não serve. E o que vier depois de Sócrates também não servirá para nada. Por isso começo a suspeitar que o problema não está no trapalhão que foi Santana Lopes ou na farsa que é o Sócrates.
O problema está em nós. Nós como povo. Nós como matéria prima de um país.Porque pertenço a um país onde a ESPERTEZA é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais do que o euro. Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família baseada em valores e respeito aos demais.


Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nos passeios onde se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL, DEIXANDO-SE OS DEMAIS ONDE ESTÃO.    Pertenço a um país:

-Onde a falta de pontualidade é um hábito;

-Onde os directores das empresas não valorizam o capital humano.


-Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e, depois, reclamam do governo por não limpar os esgotos.

-Onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros.


-Onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é ‘muito chato ter que ler’) e não há consciência nem memória política, histórica nem económica.

-Onde os nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe média e beneficiar alguns.

-Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicas podem ser ‘compradas’, sem se fazer qualquer exame.


-Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não lhe dar o lugar.

-Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão.

-Um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes.

Quanto mais analiso os defeitos de Santana Lopes e de Sócrates, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem corrompi um guarda de trânsito para não ser multado. Quanto mais digo o quanto o Cavaco é culpado, melhor sou eu como português, apesar de que ainda hoje pela manhã explorei um cliente que confiava em mim, o que me ajudou a pagar algumas dívidas.
Não. Não. Não. Já basta.


Como ‘matéria prima’ de um país, temos muitas coisas boas, mas falta muito para sermos os homens e as mulheres que o nosso país precisa.
 Esses defeitos, essa CHICO ESPERTICE PORTUGUESA’ congénita, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até se converter em casos escandalosos na política, essa falta de qualidade humana, mais do que Santana, Guterres, Cavaco ou Sócrates, é que é real e honestamente má, porque todos eles são portugueses como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não noutra parte…

Fico triste. Porque, ainda que Sócrates se fosse embora hoje, o próximo que o suceder terá que continuar a trabalhar com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos. E não poderá fazer nada… Não tenho nenhuma garantia de que alguém possa fazer melhor, mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá.
Nem serviu Santana, nem serviu Guterres, não serviu Cavaco, nem serve Sócrates e nem servirá o que vier.Qual é a alternativa ?

Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror ?
Aqui faz falta outra coisa. E enquanto essa ‘outra coisa’ não comece a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados, ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados… igualmente abusados ! É muito bom ser português. Mas quando essa portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, então tudo muda… Não esperemos acender uma vela a todos os santos, a ver se nos mandam um messias.

Nós temos que mudar. Um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer. Está muito claro… Somos nós que temos que mudar. Sim, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda a acontecer-nos: Desculpamos a mediocridade de programas de televisão nefastos e, francamente, somos tolerantes com o fracasso. É a indústria da desculpa e da estupidez. Agora, depois desta mensagem, francamente, decidi procurar o responsável, não para o castigar, mas para lhe exigir (sim, exigir) que melhore o seu comportamento e que não se faça de mouco, de desentendido.

Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO DE QUE O ENCONTRAREI QUANDO ME OLHAR NO ESPELHO. AÍ ESTÁ. NÃO PRECISO PROCURÁ-LO NOUTRO LADO.
E você, o que pensa ?… MEDITE . 

Foto: Zé Pinto Lopes

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Chuva de estrelas mais potente do ano alcança esta noite o seu máximo esplendor




Esta madrugada, a chuva de meteoros Gemínidas, a mais potente do ano, terá a sua actividade máxima, podendo ser observada até 17 de Dezembro a partir de quase todos os lugares da Terra.
A chuva de meteoros Gemínidas de 2010 captada pela NASA A chuva de meteoros Gemínidas de 2010 captada pela NASA (Imagem: NASA/MSFC/Danielle Moser)


Segundo o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), esta chuva de meteoros (estrelas cadentes) é observável de 7 a 17 de Dezembro, mas a melhor altura é mesmo a madrugada de quarta para quinta-feira.

Estes meteoros são o "fenómeno luminoso resultante da entrada na atmosfera da Terra de um corpo sólido proveniente do espaço", mais concretamente de meteoróides (corpos mais pequenos do que os asteróides), de acordo com o Observatório.

Todos os anos em meados de Dezembro, a Terra atravessa o caminho dos destroços do Faetonte, que os astrónomos ainda não chegaram a um consenso sobre se é um cometa extinto ou um asteróide. As Gemínidas são restos de destroços desse misterioso objecto celeste. O OAL informa que o número médio de meteoros por hora é de 120.

Para esta madrugada, a agência espacial norte-americana (NASA) promove a iniciativa “Up All Night with NASA”, com imagens em directo, através da Internet, e um chat com os astrónomos Bill Cooke, Danielle Moser e Rhiannon Blaauw do Centro Marshall de Voos Espaciais que podem responder às perguntas dos interessados.

Além das Gemínidas, as principais chuvas de estrelas ocorrem, de acordo com o OAL, de 1 a 5 de Janeiro (Quadrântidas), de 17 de Julho a 24 de Agosto (Perseidas) e de 14 a 20 de Novembro (Leónidas).

 OBS. Durante algumas partes da noite estive a olhar o céu e na verdade ainda vi menos " estrelas cadentes " do que em outras noites. Atrevo-me a dizer que isto foi mais um fiasco como muitos outros.  Zé Pinto Lopes em 15 - 12 - 2011

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Contrails ou Chemtrails ?


  De acordo com o PCT, *1)- governos e empresas farmacêuticas envenenam-nos porque, como um deles coloca: ". Crónicamente os doentes são mais úteis do que as pessoas mortas" * Como assim, ?  Se você está crónicamente doente, então você precisa de medicamentos caros e você será mais fácil de escravizar. É claro.   Por outro lado, se as pessoas não estavam doentes podiam conseguir empregos, pagar impostos, estimular a economia, para pagar os seus medicamentos, e trabalhar para o governo.
Rastos de condensação ( contrails ) sobre a terra portuguesa.    *
 
 A explicação mais razoável para a abundância de rastos em tantas formas e tamanhos é que    (1)   tem havido um aumento no tráfego aéreo comercial e   (2)   o aquecimento global é uma realidade.      Não se conclui a partir desses factos, se são factos, que não tem havido governo ou militares experientes que envolveram aviões lançando produtos químicos na atmosfera.    Mas, é um longo caminho a partir desse facto, se é um facto para apoiar a noção de que governos ou empresas farmacêuticas estão sistemáticamente libertando substâncias químicas na atmosfera para tornar-nos doentes como parte de alguma conspiração. 


* Foto de Zé Pinto Lopes.



     *  1-- Portal Ciência e Tecnologia.      Tradução do original em Inglês em que me abstive de melhorar a grafia

domingo, 11 de dezembro de 2011

Por do Sol

Dezembro

 Um destes dias olhei pela janela e vi isto.!
Naturalmente

Céu outonal da minha terra.
 Fotografias de Zé Pinto Lopes

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Novembro e as inundações no concelho de Cascais.

                        Precipitação em novembro superior ao normal                              2011-12-07 (IM)

 
                                                                                                             O Arco da Velha.  * *
Novembro caracterizou-se como um mês chuvoso devido à aproximação e passagem de sistemas frontais no continente, com transporte de ar húmido muito instável.

Nos dias 2 a 4, 9 e 10, 12 a 14, 18 e 19 verificou-se ocorrência de precipitação muito forte, acompanhada por vezes, de trovoada e granizo em todo o território continental e de neve na serra da Estrela.

Na região de Lisboa, no dia 19 ocorreram períodos de precipitação muito intensa que provocaram inundações, nomeadamente nos concelhos de Cascais (Parede) e Oeiras. (1)
                                             
Em novembro o total de precipitação mensal foi superior ao valor normal 1971-2000 com uma anomalia de +48.9mm, classificando-se o mês como chuvoso em todo o território do continente e muito chuvoso na região de Lisboa.

Em média registaram-se 12 dias com precipitação no continente, valor superior à normal 1971-2000 que é de 9 dias. Foram ainda ultrapassados os maiores valores diários de precipitação em algumas estações meteorológicas.

Os valores médios das temperaturas do ar observados (máxima, média e mínima) foram próximos do normal para a época.*

Fonte: Instituto Português de Meteorologia
*  (1 )  Sublinhado meu.
** - No meu tempo de criança era assim designado o Arco- Iris.
Fotografia: Zé Pinto Lopes

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Espelho de água.

                       Espelho de água                     *

Depois de uns dias de chuvas fui " visitar " em b.t.t. alguns locais deste lindo parque natural  (1)   e não resisti a esta, para mim, especial paisagem. 





1 - Parque Natural Sintra / Cascais.



* Fotografia de Zé Pinto Lopes

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Rumo


 Neste recanto do Globo, neste recanto da Europa está um País e nesse País estou eu, a tentar ser eu mesmo, mas confesso que é difícil e já não sou jovem com aquele espírito tão próprio  de a tudo pôr cara alegre mesmo às situações mais adversas.Não me vou lamentar até porque nada ganho com isso aqui neste meu espaço apenas constato ser quase impossível encontrar honestidade intelectual em meu redor.Se  confio nas instituições decerto sou incauto, nas pessoas é certo e sabido que ao virar as costas procedem de forma a rebaixar ou catalogar dentro dos parametros da indelicadeza mais primária a opinião diferente.

  1
                                                           Campa do meu Cão. Aqui jaz um Amigo que nunca me mordeu!


 Custa-me admiti-lo mas alguns que isto lerem dirão decerto " Em que mundo pensas que vives palerma " e sendo assim apetece-me cada vez menos viver neste meio social começando a compreender aqueles que partem sem deixar rumo. Apesar destes considerandos sei que nem todos são iguais. Felizmente !


* Foto Zé Pinto Lopes

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Céu e Serra

 Por vezes surge ante os nossos olhos alguns quadros da vida que contemplamos distraidos tal aparenta ser a sua banalidade. O que aqui vemos retrata um céu outonal sobre uma imaculada paisagem com a Serra de Sintra como fundo. Calhou levar comigo a máquina fotográfica e não perder a oportunidade.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Parapente

Guincho / Novembro
Parapente

" velejando "

À beira do abismo     *
 Foi engraçado de ver no fim de semana que passou, salvo erro no domingo, estes dois aventureiros sobrevoarem a pouca altura as falésias da Praia Pequena do Guincho ali mesmo junto à estrada proporcionando assim estas fotos singulares. Estava um fim de tarde de Sol, temperatura convidativa, vento moderado de tal forma que passando  por ali em bicicleta  parei a apreciar estes arrojados " aeronautas ".

* Fotografias - Zé Pinto Lopes.