segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Poderia ser a " Mensagem de fim de ano."

 Resolvi editar este texto porque ainda que seja raro envolver este blogue em análises políticas considero que por vezes se torna difícil deixar de compartilhar alguns pontos de vista de quem sabe.
 
Bem hajas Miguel Sousa Tavares pelas duras palavras que escreveste no Expresso, um longo texto, violentíssimo, mas certeiro.

" Há alguns incompetentes, mas poucos inocentes.
O que poderemos nós pensar quando, depois de tantos anos a exigir o fim das SCUT, descobrimos que, afinal, o fim das auto-estradas sem portagens ainda iria conseguir sair mais caro ao Estado?

Como caixa de ressonância daqueles que de quem é porta-voz (tendo há muito deixado de ter voz própria), o presidente da Comissão Europeia, o português Durão Barroso, veio alinhar-se com os conselhos da troika sobre Portugal: não há outro caminho que não o de seguir a “solução” da austeridade e acelerar as “reformas estruturais” ? descer os custos salariais, liberalizar mais ainda os despedimentos e diminuir o alcance do subsídio de desemprego. Que o trio formado pelo careca, o etíope e o alemão ignorem que em Portugal se está a oferecer 650 euros de ordenado a um engenheiro electrotécnico falando três línguas estrangeiras ou 580 euros a um dentista em horário completo é mais ou menos compreensível para quem os portugueses são uma abstracção matemática. Mas que um português, colocado nos altos círculos europeus e instalado nos seus hábitos, também ache que um dos nossos problemas principais são os ordenados elevados, já não é admissível. Lembremo-nos disto quando ele por aí vier candidatar-se a Presidente da República.

Durão Barroso é uma espécie de cata-vento da impotência e incompetência dos dirigentes europeus. Todas as semanas ele cheira o vento e vira-se para o lado de onde ele sopra: se os srs. Monti, Draghi, Van Rompuy se mostram vagamente preocupados com o crescimento e o emprego, lá, no alto do edifício europeu, o cata-vento aponta a direcção; se, porém, na semana seguinte, os mesmos senhores mais a srª Merkel repetem que não há vida sem austeridade, recessão e desemprego, o cata-vento vira 180 graus e passa a indicar a direcção oposta. Quando um dia se fizer a triste história destes anos de suicídio europeu, haveremos de perguntar como é que a Europa foi governada e destruída por um clube fechado de irresponsáveis, sem uma direcção, uma ideia, um projecto lógico. Como é que se começou por brincar ao directório castigador para com a Grécia para acabar a fazer implodir tudo em volta. Como é que se conseguiu levar a Lei de Murphy até ao absoluto, fazendo com que tudo o que podia correr mal tivesse corrido mal: o contágio do subprime americano na banca europeia, que era afirmadamente inviável e que estoirou com a Islândia e a Irlanda e colocou a Inglaterra de joelhos; a falência final da Grécia, submetida a um castigo tão exemplar e tão inteligente que só lhe restou a alternativa de negociar com as máfias russas e as Three Gorges chinesas; como é que a tão longamente prevista explosão da bolha imobiliária espanhola acabou por rebentar na cara dos que juravam que a Espanha aguentaria isso e muito mais; como é que as agências de notação, os mercados e a Goldman Sachs puderam livremente atacar a dívida soberana de todos os Estados europeus, excepto a Alemanha, numa estratégia concertada de cerco ao euro, que finalmente tornou toda a Europa insolvente. Ou como é que um pequeno país, como Portugal, experimentou uma receita jamais vista ? a de tentar salvar as finanças públicas através da ruína da economia ? e que, oh, espanto, produziu o resultado mais provável: arruinou uma coisa e outra. E como é que, no final de tudo isto, as periferias implodiram e só o centro ? isto é, a Alemanha e seus satélites ? se viu coberto de mercadorias que os seus parceiros europeus não tinham como comprar e atulhado em triliões de euros depositados pelos pobres e desesperados e que lhes puderam servir para comprar tudo, desde as ilhas gregas à água que os portugueses bebiam.

Deixemos os grandes senhores da Europa entregues à sua irrecuperável estupidez e detenhamo-nos sobre o nosso pequeno e infeliz exemplo, que nos serve para perceber que nada aconteceu por acaso, mas sim porque umas vezes a incompetência foi demasiada e outras a inocência foi de menos.

O que podemos nós pensar quando o ex-ministro Teixeira dos Santos ainda consegue jurar que havia um risco sistémico de contágio se não se nacionalizasse aquele covil de bandidos do BPN? Será que todo o restante sistema bancário também assentava na fraude, na evasão fiscal, nos negócios inconfessáveis para amigos, nos bancos-fantasmas em Cabo Verde para esconder dinheiro e toda a restante série de traficâncias que de há muito - de há muito! - se sabia existirem no BPN? E como, com que fundamento, com que ciência, pode continuar a sustentar que a alternativa de encerrar, pura e simplesmente, aquele vão de escada “faria recuar a economia 4%”? Ou que era previsível que a conta da nacionalização para os contribuintes não fosse além dos 700 milhões de euros?

O que poderemos nós pensar quando descobrimos que à despesa declarada e à dívida ocultada pelo dr. Jardim ainda há a somar as facturas escondidas debaixo do tapete, emitidas pelos empreiteiros amigos da “autonomia” e a quem ele prometia conseguir pagar, assim que os ventos de Lisboa lhe soprassem mais favoravelmente?

O que poderemos nós pensar quando, depois de tantos anos a exigir o fim das SCUT, descobrimos que, afinal, o fim das auto-estradas sem portagens ainda iria conseguir sair mais caro ao Estado? Como poderíamos adivinhar que havia uns contratos secretos, escondidos do Tribunal de Contas, em que o Estado garantia aos concessionários das PPP que ganhariam sempre X sem portagens e X+Y com portagens? Mas como poderíamos adivinhá-lo se nos dizem sempre que o Estado tem de recorrer aos serviços de escritórios privados de advocacia (sempre os mesmos), porque, entre os milhares de juristas dos quadros públicos, não há uma meia dúzia que consiga redigir um contrato em que o Estado não seja sempre comido por parvo?

A troika quer reformas estruturais? Ora, imponha ao Governo que faça uma lei retroactiva - sim, retroactiva - que declare a nulidade e renegociação de todos os contratos celebrados pelo Estado com privados em que seja manifesto e reconhecido pelo Tribunal de Contas que só o Estado assumiu riscos, encaixou prejuízos sem correspondência com o negócio e fez figura de anjinho. A Constituição não deixa? Ok, estabeleça-se um imposto extraordinário de 99,9% sobre os lucros excessivos dos contratos de PPP ou outros celebrados com o Estado. Eu conheço vários.
Quer outra reforma, não sei se estrutural ou conjuntural, mas, pelo menos, moral? Obrigue os bancos a aplicarem todo o dinheiro que vão buscar ao BCE a 1% de juros no financiamento da economia e das empresas viáveis e não em autocapitalização, para taparem os buracos dos negócios de favor e de influência que andaram a financiar aos grupos amigos.

Mais uma? Escrevam uma lei que estabeleça que todas as empresas de construção civil, que estão paradas por falta de obras e a despedir às dezenas de milhares, se possam dedicar à recuperação e remodelação do património urbano, público ou privado, pagando 0% de IRC nessas obras. Bruxelas não deixa? Deixa a Holanda ter um IRC que atrai para lá a sede das nossas empresas do PSI-20, mas não nos deixa baixar parte dos impostos às nossas empresas, numa situação de emergência? OK, Bruxelas que mande então fechar as empresas e despedir os trabalhadores. Cumpra-se a lei!

Outra? Proíbam as privatizações feitas segundo o modelo em moda, que consiste em privatizar a parte das empresas que dá lucro e deixar as “imparidades” a cargo do Estado: quem quiser comprar leva tudo ou não leva nada. E, já agora, que a operação financeira seja obrigatoriamente conduzida pela Caixa Geral de Depósitos (não é para isso que temos um banco público, por enquanto?). O quê, a Caixa não tem vocação ou aptidão para isso? Não me digam! Então, os administradores são pagos como privados, fazem negócios com os grandes grupos privados, até compram acções dos bancos privados e não são capazes de fazer o que os privados fazem? E, quanto à engenharia jurídica, atenta a reiterada falta de vocação e de aptidão dos serviços contratados em outsourcing para defenderem os interesses do cliente Estado, a troika que nos mande uma equipa de juristas para ensinar como se faz.

Tenho muitas mais ideias, algumas tão ingénuas como estas, mas nenhumas tão prejudiciais como aquelas com que nos têm governado. A próxima vez que o careca, o etíope e o alemão cá vierem, estou disponível para tomar um cafezinho com eles no Ritz. Pago eu, porque não tenho dinheiro para os juros que eles cobram se lhes ficar a dever. "


domingo, 30 de dezembro de 2012

Crâneos. " Extraterrestres "



Restos mortais têm mil anos

Crânios 'extraterrestres' encontrados no México

Arqueólogos mexicanos e norte-americanos encontraram esqueletos com crânios alongados, que foram apelidados de "extraterrestres", mas que mais não são do que vestígios de rituais, realizados há cerca de mil anos, em que os ossos da cabeça de alguns membros de tribos indígenas eram deformados desde a nascença.
Por:L.R.


"A cabeça dos recém-nascidos era entaipada entre dois pedaços de madeira, e como os ossos são muito frágeis, podia ser manipulada, num processo que demorava vários meses", explicou ao site Huffington Post o especialista Ryan Matthew.
O local de escavações arqueológicas, situado no estado mexicano de Sonora, foi descoberto em 1999, graças à instalação de um sistema de irrigação.
Dos 25 esqueletos encontrados desde então, 13 apresentavam os crânios deformados, o que permitiu concluir que essa prática, comum em povos sul-americanos, também se realizava numa zona próxima daquilo que são actualmente os estados do Arizona e da Califórnia.

Ao ler este texto que o jornal Correio da Manhã publicou na sua edição on-line ocorreram-me algumas interrogações e entre elas o porquê de aqueles povos procederem assim. Pretendiam imitar o quê ? Com o objectivo de " agradar " a quem ? Ou a que deuses ? Onde viram eles o original ? Será verdadeira a conclusão científica ? Etc...Etc...
Quanto mais me interroguei , menos achei  uma resposta satisfatória .


sábado, 29 de dezembro de 2012

Parabéns Diário de Notícias.

Diário de Notícias
                                                                    Faz hoje 148 anos


  Foi em 1864 que começou a publicar-se o Diário de Notícias, primeiro jornal diário português a ser vendido nas ruas por ardinas.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

U.F.O. ou O.V.N.I.s


 

 

 Hoje  ( 22' 13" ) podemos assistir à estreia desta série de documentários no;

 Três episódios foram registados em Portugal.

 

 

DESCRIÇÃO

Uma equipa de pesquisadores treinados estão determinados a descobrir a verdade sobre os OVNIs.

Mas eles não estão apenas à procura de mais histórias sobre atividade extraterrestres, eles querem respostas.

Arriscando tudo, esta equipa de cientistas e pesquisadores de OVNIs investigam ao pormenor alguns dos avistamentos mais misteriosos do planeta para descobrirem novas e impressionantes provas.

Os dados recolhidos nessas aventuras pintam um quadro totalmente novo do que sabemos sobre estas estranhas luzes no céu.

GUIA DE EPISÓDIOS

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Natal.

Sempre foi este dia aguardado por todos nós os que guardam desses distantes dias da infância uma recordação perene como é o meu caso. Já o disse aqui e vou-me repetir mas, a realidade, é que noto cada vez mais a ausência de crianças que brincavam por estas ruas, no dia de hoje, em que se dava uso aos presentes que o Pai Natal lhes colocara no sapatinho.Até nestas ausências se observa o envelhecimento populacional. As crianças, essas, embora sejam sempre como todas as crianças, muito provavelmente ficam no aconchego do lar entretidas com os seus presentes na maioria vocacionados para os computadores e seus derivados.
O brinquedo dos dias de hoje

 longe vão os tempos dos carrinhos e das bonecas. Com que alegria eram vividos estes dias por mim nesses distantes tempos de miúdo. Hoje recordo com saudade todos aqueles familiares e amigos que já partiram e que quando presentes ajudaram a criar este espírito que me acompanha até hoje. Também uma lembrança para aqueles amigos cães, gatos e outros ditos irracionais que sempre comigo conviveram. Até um dia,  num qualquer Natal algures " numa galáxia distante ".

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Rio da Mula

Barragem do Rio da Mula
Passei ontem pela Serra de Sintra e não pude deixar de visitar este recanto emblemático que, como a Lagoa Azul, constituem pontos de paragem quase que obrigatórios sempre que nos deslocamos pela vertente sul da serra.Depois de um Verão em que as reservas de água se tornaram preocupantes por esse País este local não era excepção. No entanto agora tudo mudou e eis-nos animados por este lençol de água acolhedor.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Neve

                                                                          


                                                                                    A NEVE

                                                                            Batem leve, levemente,
                                                                            Como quem chama por mim...
                                                                            Será chuva ? Será gente ?
                                                                            Gente não é certamente
                                                                            E a chuva não bate assim...


                                                                            É talvez a ventania;
                                                                            Mas há pouco, há poucachinho,
                                                                            Nem uma agulha bulia
                                                                            Na quieta melancolia
                                                                            Dos pinheiros do caminho...

                                                           
                                              
                                                                             Quem bate assim levemente,
                                                                             Com tão estranha leveza
                                                                             Que mal se ouve, mal se sente ?...
                                                                             Não é chuva, nem é gente,
                                                                             Nem é vento com certeza.


                                                                             Fui ver. A neve caía
                                                                             Do azul cinzento do céu,
                                                                             Branca e leve, branca e fria...
                                                                             - Há quanto tempo a não via !
                                                                             E que saudades, Deus meu !


                                                                            Olho-a atravéz da vidraça.
                                                                            Pôs tudo da cor do linho.
                                                                            Passa gente, e quando passa,
                                                                            Os passos imprime e traça
                                                                            Na brancura do caminho ...*

* Poema de Augusto Gil

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

O tempo (meteorológico ) que fará na semana do Natal.


 

PREVISÃO ESPECIAL DE NATAL

Informação Meteorológica Comunicado válido entre 2012-12-20 14:34 e 2012-12-21 19:34 PREVISÃO ESPECIAL DE NATAL Para os próximos dias prevê-se céu geralmente muito nublado, temporariamente pouco nublado na região Sul, e com neblinas ou nevoeiros matinais. Nos dias 21 e 22, prevêem-se períodos de chuva, em geral fraca, nas regiões a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, diminuindo de intensidade e frequência a partir do final da tarde de sábado.Para dia 24, devido à aproximação e passagem de uma superfície frontal fria, prevêem-se períodos de chuva no Minho e Douro Litoral, estendendo-se gradualmente às restantes regiões e sendo por vezes forte a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, passando a regime de aguaceiros a partir da tarde que serão de neve acima dos 1400/1600 metros, podendo esta cota diminuir gradualmente para os 1000/1200 metros. O vento soprará moderado de sudoeste, sendo forte nas terr as altas.
Inverno *

No dia 25, prevê-se uma descida de temperatura e aguaceiros, em especial nas regiões Norte e Centro. Esta precipitação poderá ser de neve acima dos 1200 metros durante a madrugada, subindo gradualmente esta cota para os 1400/1600 metros. Nas terras altas, o vento será forte do quadrante oeste. Qui, 20 Dez 2012 15:39:53*

Fonte: Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

Foto de Zé Pinto Lopes.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

O.V.N.I.( s). Portugal no National Geographic.


Dia 28 de Dezembro, pelas 22h13, irá estrear no canal National Geographic a
série “Ovnis na Europa“, onde são abordados casos de relevo do fenómeno
OVNI que se passaram nalguns países da Europa.
                                  
" Pontinho "  brilhante e fixo.
 foto que obtive do interior da janela de minha casa.
Após esta foto corri ao exterior e aquilo desaparecera.
Avião não era. Não emitia qualquer ruído. *
 

A produção foi da responsabilidade da PioneerTv Productions e a coordenação
das filmagens em Portugal esteve a cargo da Exopolitics Portugal com o apoio do
CTEC (Centro Transdisciplinar de Estudos da Consciência da Universidade
Fernando Pessoa).

Acerca deste assunto pesquise aqui no blogue: National Geographic " A História Nunca Revelada




* Permito-me agora especular um pouco. Depois de ter editado o que aqui está deparei com algo semelhante e perfeitamente identificado no filme " O Corpo da Mentira ". Trata-se de um " Drone " ou seja, no caso, um objecto militar cuja finalidade era " observar " o inimigo de uma altitude considerável.  Há uma cena em que o actor sugere a quem opera este drone que o afaste pois o seu brilho no céu era por demais evidente e portanto perigoso para si.
Achei muito semelhante ao que vi e aqui refiro.


O Corpo da Mentira (2008)

Body of Lies

poster

Sinopse

Roger Ferris (DiCaprio) é o melhor operacional que a CIA tem no terreno, em lugares onde a vida humana só tem o valor da informação que pode transmitir. O sucesso das suas missões e da própria vida de Ferris está muitas vezes dependente da voz com que comunica numa linha segura da CIA, o veterano Ed Hoffman (Crowe). Agora, que se encontra no rasto de um líder terrorista que orquestrou uma série de bombardeamentos, Ferris questiona se os seus aliados não irão interferir na operação e pôr a sua vida em risco.

sábado, 15 de dezembro de 2012

César e Cleópatra.

                                                              
                                                          CÉSAR E CLEÓPATRA. 
                                             Amores famosos da História e da Literatura

Cleópatra reinava no Egipto, colaborando com seu jovem irmão Tolomeo, quando sentiu a ambição de ser rainha absoluta. Declarou para isso a guerra a Tolomeo e, refugiando-se na Síria, colocou-se à frente de um exército com o objectivo de combater Aquiles, general ao serviço de seu irmão. Desejosa Cleópatra  de conseguir o favor de César, imperador romano, enviou-lhe vários emissários que foram recebidos com frieza. Então, recorreu ao ardil de se fazer enrolar numa sumptuosa tapessaria, sendo levada dentro dela por seu fiel servo como presente ao imperador romano.

 Ao desenrolar a tapessaria aos pés de César, surgiu Cleópatra em todo o esplendor da sua beleza, ficando aquele doidamente enamorado dos seus encantos. Por esse amor declarou a guerra aos inimigos da sua amada, conseguindo entronisa-la como rainha absoluta do Egipto, sendo certo que essa paixão mudou o rumo à História da Humanidade.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O Pior de todos os bandidos.

                 


                             Terra d'água que tens sede ! 
                             Terra de pão que tens fome !...
                             Terra forte que desmaias !

                             Terra cristã que mourejas
                             Que tens boca e não falas !...
                             E braços e não bracejas ! *

* Trindade Coelho



                                    Não há pior analfabeto
         Que o analfabeto político. Ele não ouve,
                                   Não fala, nem participa
                          Dos acontecimentos políticos.

                                    O analfabeto político é
Tão burro que se orgulha de o ser e, de peito feito,
Diz que detesta a política.

                              Não sabe, o imbecil, que da
                              Sua ignorância política é
                             Que nasce a prostituta, o 
                             Menor abandonado, e o 
                             Pior de todos  os
                             Bandidos que é o político
                             vigarista, desonesto, o corrupto e lacaio dos
                             Exploradores do povo *

* Bertolt Brecht

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Guincho

 
                                                 
                                                  Um fim de tarde na praia do Guincho.

sábado, 8 de dezembro de 2012

Flores no pântano

Nem tudo é mau...por vezes surgem, quais flores no pântano, em que alguns energumenos transformaram este pobre país de nós todos, surgem, dizia, algumas referências animadoras . A renaturalização de alguns espaços da Serra de Sintra talvez seja disso um exemplo.


Tapada do Saldanha

 E digo talvez porque, muito sinceramente, suspeito sempre que  interesses menos claros norteiem estas ou outras iniciativas semelhantes.












 Poderia dar centos de exemplos. Cito um.

Os tristemente famosos incêndios florestais  e os subsequentes " planos de recuperação da área queimada " que surgem quase tão rápidos como surgiu o fogo, e jamais repuseram o local como era anteriormente mas sim uma " floresta " de betão ou  a  alternativa dos campos de golfe entre outras ideias igualmente lesivas do património natural.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Fim do Mundo. Oficialmente Adiado.

 Se estas duas potências América e Rússia o afirmam, ainda vamos chegar ao  Natal. Que bom! já estava a ver o " caso mal parado ". Mas também nunca me preocupei demasiado pois já tinha ouvido dizer que Portugal não estaria preparado para um evento desta magnitude.


" Alguns cidadãos recorreram às mais altas instâncias para saber se a previsão do calendário maia era correta.
Antes já alguns cientistas tinham dito que a previsão maia é mal entendida por algumas pessoas.
No último ano apareceram alguns teóricos que apontam que a civilização maia previu o fim do mundo em dezembro para toda a humanidade, enquanto outros dizem que essa data representa um ciclo e invoca o início de uma era.
A data é 21 de dezembro de 2012, dia em que ocorre o solstício anual de inverno, e em que se concluirá um ciclo de mais de 5.000 anos do antigo calendário Maia.
Não haverá catástrofes, um meteorito não vai acabar com a Terra, nem um planeta não detetado até agora [o vai fazer], assegurou o Governo, são só "falsos rumores" alimentados na internet.
"Muitos desses rumores indicam que o calendário maia termina em 2012 (não acontecerá), um cometa que causa efeitos catastróficos (definitivamente não), um planeta desconhecido que colide com o nosso (não e não), e muitos outros", indica o Governo.
"Infelizmente, muitas pessoas têm medo destes rumores, especialmente as crianças", lamentou o blog, ao assinalar que a NASA recebeu mais de 1.000 cartas com perguntas sobre o assunto.
A NASA colocou à disposição do público um endereço eletrónico sob o título "Beyond 2012: Why the World Won`t End" (Além de 2012: Porque o mundo não vai acabar), em que cientistas desmitificam estes rumores."
 
  Veja-se este pequeno filme que a N.A.S.A. no dia 11  colocou no Youtube com o titulo que se pode resumir a " Porque é que o mundo não acabou ontem " supostamente editado em 22 de Dezembro ( como é obvio ).
TAGS:USA, World Won


Para evitar pânico, governo da Rússia anuncia que mundo não vai acabar dia 21
Publicação: 03/12/2012 19:47 Atualização: 03/12/2012 19:03

Kit de sobrevivência inclui armas para atacar zumbis (Reprodução/Internet)
Kit de sobrevivência inclui armas para atacar zumbis
Pouco depois de ficar sabendo da comercialização do “kit zumbi” ou “Kit Fim do Mundo”, o governo russo decidiu avisar à população que o mundo não vai acabar no dia 21 de dezembro deste ano. Os kits, que estão sendo oferecidos na internet, contém itens que os criadores consideram como essenciais para a sobrevivência no mundo pós apocalíptico. Em um dos pacotes o candidato a sobrevivente pode adquirir velas, sabão, alimentos enlatados, bebidas alcoólicas ou até mesmo pedaçoes de madeira e facas para matar zumbis.

De acordo com o periódico Daily Mail, um arco de gelo foi construído em Chelyabinsk, sul do país, parecido com as construções dos Maias. Isso porque a civilização Maia deixou um calendário no qual o dia 21 de dezembro é apontado como o fim de um ciclo de 5.125 anos.

Autoridades do país também foram acionadas depois que detentos de uma prisão afirmaram que tiveram uma “histeria coletiva”. Além das manifestações, o governo percebeu que muitas famílias estavam estocando alimentos e objetos de primeira necessidade em casa por medo de que algo realmente aconteça.

Apesar de desmentir o fim do mundo, assim como a Nasa, o governo russo alertou à população para a possível ocorrência de nevascas e tempestades de gelo, que podem causar inundações e quedas de energia.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Bela vista.


Era por " alturas " do século XVIII aqui que se considerava o limite norte da vila de Cascais.Aquela que é hoje denominada de Rua da Bela Vista, era, nesses tempos de antanho, a Rua do Norte. Achei curioso e daí uma visita ao local onde, aliás, já não passava há talvez uma boa meia dúzia de anos. Bonito recanto. Actualmente quase que direi na periferia sul da vila.

 Afinal já decorreram mais de dois séculos! Quanto à vista em si apenas o casario e ao fundo o Jardim visconde da Luz entre o arvoredo.Não fora a volumetria daqueles e julgo poder-mos desfrutar de uma panorâmica bem mais interessante sobre Cascais. Mas ...já decorreram mais de dois séculos.




Ao norte da Rua
Como se observa facilmente de bela vista resta este conjunto de edifícios. Como muitos outros locais
Ao " fundo " o Jardim Visconde da Luz
emblemáticos de Cascais.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Feriado

Começa mais um Dezembro. Falar do tempo é banal. Da política ou melhor dos políticos é revoltante, pelo menos para mim a viver neste país e neste regime.Indo por Cascais alguns edifícios estão em obras outros a precisar delas.A carestia da vida. As pessoas na sua maioria pouco animadas ou até revoltadas. Vivem-se uns tempos cada vez mais incertos e, como tal, o que é que eu espero para mais este inicio de mês? Que pensar ? Que transmitir aqui neste meu blogue onde procuro esquecer as agruras dos dias ? Bem...mesmo assim vamos a ver se acontece algo de satisfatório até ao fim do ano. Não creio mas...

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Livraria

 

Dia da Livraria. Comemora-se hoje o dia dedicado às casas onde por definição se comercializam aqueles companheiros da vida de alguns de nós.

Como disse alguém ; " Mesmo velhos são uns bons amigos "

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Tsunami. Reproduzir o cenário de 1755 ?? !

Realização de exercício de Tsunami - NEAMWAVE12

Nos próximos dias 27 e 28 de novembro irá ser realizado um exercício de tsunami à escala do Atlântico Nordeste e do Mediterrâneo (NEAMWAVE12).


 Realização de exercício de Tsunami - NEAMWAVE12tsunami2012-11-26 (IM)
Nos próximos dias 27 e 28 de novembro irá ser realizado um exercício de tsunami à escala do Atlântico Nordeste e do Mediterrâneo (NEAMWAVE12).
Este exercício, que envolve a participação de 19 países e se insere nas atividades do Sistema de Alerta de Tsunami para o Atlântico Nordeste, Mediterrâneo e Mares Conexos (NEAMTWS), em fase de implementação sob coordenação da Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO, tem por objetivos fundamentais testar as comunicações entre os candidatos a centro regional de alerta (NOA/Grécia, KOERI/Turquia, CENALT/França e IPMA/Portugal) e as entidades reponsáveis pela gestão das emergências em cada país, e a capacidade destas últimas em lidar com a ameaça de tsunami.
Vão ser utilizados quatro cenários de tsunami, um dos quais para o Atlântico Nordeste, o qual será gerido pelo IPMA na qualidade de candidato a centro regional de alerta para esta área do globo. Este cenário procura reproduzir o tsunami desencadeado pelo grande terramoto de 1755, com origem a SW do Cabo de S.Vicente e com uma magnitude estimada em 8.7 (magnitude momento sísmico). *



* O sublinhado a negrito é de minha autoria.

Fonte : Instituto Português de Meteorologia, ou, como doravante se irá designar segundo creio por;   Instituto Português do Mar e da Atmosfera cuja sigla é ; I.P.M.A.

sábado, 24 de novembro de 2012

Dias...

Chuva com fartura eis o que nos trouxe este Outono à maneira antiga. Já há uns anos que se notava uma ausência de tais condições climatéricas. Segundo li parece que é para continuar assim, bem entrado o mês de Dezembro.
Visto da minha casa

Ao longe o Cabo Raso

 Em termos agrícolas penso ser o ideal para matar alguma bicharada e depois com alguns frios que se adivinham próximos fica o cenário completo. Muito agradável. Mesmo assim ainda aparecem alguns fins de tarde  como o da foto.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Vida em Marte ?





MarsNews.comMISSIONSFORUMSJOBSHOME



A Sociedade de Marte - Cadastre-se!
Grandes notícias de Marte?

Os cientistas que trabalham no vagabundo de seis rodas da NASA em Marte tem um problema. Mas é um bom problema. Eles têm alguns resultados novos e excitantes de um dos instrumentos do rover. Por um lado,  gostaria de dizer a todos o que eles encontraram, mas por outro lado, eles têm que esperar, porque  querem ter certeza que seus resultados não são apenas um acaso ou algum ou erro em seu instrumento. É que os  cientistas, pela sua natureza,  gostam de compartilhar resultados. Ao mesmo tempo, eles são cautelosos, porque ninguém gosta de fazer um grande anúncio e depois ter de dizer "nunca mente." *
A "Face em Marte"

Missões anteriores
Marinheiro
Viking
Phobos 2
Mars Observer
Mars Pathfinder                 Se desejar mais informação acerca destes assuntos tecle sobre as siglas.
Mars Polar Lander
Nozomi
Global Surveyor
Phoenix Lande

20 de novembro de 2012


* Tradução do original
Vamos então aguardar o que os próximos dias nos dirão. 
Será desta ?

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Tradições.


Novembro está a decorrer à maneira antiga com uns dias chuvosos e amenos, pelo menos aqui pela região.


Que bem sabem por estas alturas alguns pequenos mimos como assar umas castanhas.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

A Nossa História em um minuto.

Não é um minuto mas sim um pouco mais o tempo que leva este extraordinário documento a nos mostrar como aqui chegamos.Para ver e rever.  Tão belo trabalho apenas me merece uma palavra. Gratidão.

                                 

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

National Geographic. " A História Nunca Revelada " The Untold Story. "


É talvez o mais famoso "encontro imediato"    que tem fascinado cientistas, pesquisadores e pessoas interessadas no esclarecimento de estranhas ocorrências conotadas com o fenómeno designado por " objectos voadores não identificados " os famosos u.f.o.s.em sigla inglesa.
O mistério do que aconteceu na Escócia, com um trabalhador florestal chamado Robert Taylor numa noite fria de Novembro, há  mais de 30 anos atrás  tem confundido todos os que examinaram o caso - inclusive a Polícia, que mantêm o arquivo aberto considerando-o  "inexplicável".
O facto dos polícias não serem capazes de chegar a uma explicação racional é um dos elementos duradouros de uma história que o Sr. Taylor continuou a insistir ser verdade, até sua morte em 2007.
E agora é o assunto de maior escrutínio, graças a um novo show  produzido pelo canal National Geographic, famoso pela sua sobriedade.

Robert Taylor
 
UFOs: The Untold Story visa relatar algumas das mais famosas - e apoiadas - narrativas credíveis relacionadas  com objectos voadores não identificados encontradas em todo o mundo, e parece apropriado que a história de Taylor deva estar entre aquelas.
Tudo começou, para ele, em 9 de Novembro de 1979, quando  trabalhava para o Development Livingston Corporation. A sua função era a de garantir  que ovelhas ou demais animais permanecessem seguros na área à sua guarda, na localidade de Dechmont Woods. Era um trabalho que fazia há muito tempo sem incidentes incomuns - algo que estava prestes a mudar.
Ele chegou para o trabalho como normalmente na  pick-up da empresa, acompanhado do  seu cão. Como sempre o fazia começou a percorrer o caminho para a floresta. Mas, ao contornar   uma clareira ficou absolutamente espantado ao ver (o que ele descreveu mais tarde)  um "objecto em forma de cúpula grande" de cerca de 15 pés de comprimento e de 20 / 30 pés de circunferência que pairava acima do solo.
  Notou que partes do estranho objecto  pareciam desaparecer nas extremidades - que, por sua vez,pareciam  desmaterializar-se permitindo  que se pudessem  ver as árvores por trás dele, até se solidificarem novamente.
 O  Sr: Taylor observou, o que na aparência pareciam  duas minas utilizadas no mar na Segunda Guerra Mundial,  saindo  por baixo do objecto a rolaram na  sua direcção. Pouco antes de chegarem perto de si notou  um cheiro a queimado, semelhante ao que paira no ar após uma travagem súbita de veículos automóveis  enquanto um ruído sibilante se fazia ouvir. As "minas" rolaram pela erva  e de uma delas saíram o que lhe pareceu  umas hastes que se apegaram aos  seus quadris e começaram  a puxá-lo para o objecto.
Nesse ponto, ele perdeu a consciência. Não soube por quanto tempo, mas achou que poderia ter sido apenas por um ou dois minutos. Quando recuperou os sentidos  notou que  os objectos tinham desaparecido e haviam marcas e buracos no chão, mais de 20, circulares, ou recortes triangulares na relva. Robert também notou uma desagradável escoriação na  testa e outra no queixo, e uma incrível sede.
  De volta para a  pick-up procurou afastar-se dali mas  estava tão chocado e desorientado, que atolou o jeep num buraco e não conseguia tirá-lo. Tentou contactar a sua empresa pelo rádio  para dizer-lhes o que tinha acontecido, mas descobriu que  tinha perdido a voz.
  Cambaleou de volta para sua casa, em Deans perto de Livingston. Quando sua esposa o viu  achou que  tinha sido atacado devido às  lesões no rosto e na roupa  além  de que, as  suas calças, estavam rasgadas e as  roupas  enlameadas.  Perguntou-lhe o que tinha acontecido e ele disse que tinha sido atacado por algo estranho de origem mecânica.
A  esposa chamou o  chefe do marido o Sr: Malcolm Drummond, que veio a sua casa. Este sabia que Robert  não era o tipo de homem que inventa histórias e que, se ele disse que era o que  viu, então,  era o que ele viu.
Foi quando a Polícia foi contactada. Porque Robert tinha sido ferido foi considerado um assalto o que  levou a Polícia ao local onde ocorrera o " crime " acompanhada de Robert, afim de corroborar a narrativa. Lá estavam as marcas no solo descritas por si. . Foram dadas ordens para cercar a área. As calças rasgadas de Robert foram enviadas para análise forense em Bathgate  central  da Polícia.
Os cientistas que as examinaram disseram que tinham sido arrancadas para cima, de uma maneira consistente, como que puxadas  por um dispositivo mecânico e que os rasgões não tinham sido feitos por animais ou detritos da floresta.
Malcolm Robinson, que abaixo emite a sua opinião, como  membro fundador de Investigações a Estranhos Fenômenos (SPI) estava entre aqueles que falaram  com Robert imediatamente após o evento e, até hoje, acredita que poderá ser um dos poucos casos genuínos de um encontro com tecnologia actualmente desconhecida..
"Cerca de 95 por cento de avistamentos de objectos estranhos  têm uma solução natural, mas é a minoria de cinco por cento que nos leva a tentar encontrar uma resposta, diz .
"Eu estava lá no dia seguinte.  Vi as marcas e encontrei o Sr: Robert Taylor , que me pareceu um homem muito sensato e racional o tipo de pessoa que não quer que nenhum género  de publicidade à sua volta, sentido até incómodo com o ocorrido com ele. Nunca mudou a sua história. No dia de sua morte, que, infelizmente, veio em 2007,  disse: "Até ao fim do meu tempo  vou dizer que eu vi, o que eu vi."
"Eu estou  contente  por a  National Geographic se interessar pelo caso, para  uma nova geração de escoceses, e outras pessoas   no Mundo,  saberem  disto."
O programa também falou com Nick Pope, uma das maiores autoridades em investigações sobre casos e avistamentos inexplicáveis, que trabalhou no Ministério da Defesa. Analisou relatos de pessoas que se disseram confrontadas com fenómenos físicos cuja origem não puderam referenciar, círculos de cultura e mutilações de animais.  Acredita que o"  Caso Dechmont "  contém elevada credibilidade para estudo.
"Este caso é verdadeiramente bizarro e permanece inexplicado até hoje", diz ele.
"O Ministério da Defesa tem  um arquivo sobre o incidente, que teria sido investigado por um dos meus antecessores. É um caso importante perante  a evidência física."
"Robert Taylor parecia ser um homem honesto que tinham pouco a ganhar e muito a perder por avançar com esta história.  Deveriam ter sido  usados detectores de metais e um contador Geiger no local do encontro pelo Ministério da Defesa  mas era difícil, uma vez que a Polícia se envolveu. 
"Não há meio termo  com este caso: ou alguma piada prática ficou fora de controle, ou Robert Taylor realmente encontrou algo bizarro."

• UFOs: The Untold Story é na National Geographic na terça-feira, 20 de Novembro. *

Segundo informação recente será estreada a série em Portugal dia 28 de Dezembro pelas 22h 13" .



sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Trilobites Gigantes.Quando Portugal estava no Polo Sul.


seta                                LOUSEIRA DE CANELAS      

 Sendo as trilobites animais marinhos que viveram há quinhentos milhões de anos parece algo estranha a sua presença no alto de uma serra. Assim é hoje em Canelas ( Arouca ) que, naquela época, fazia tal como o Portugal de hoje, parte do Polo Sul. Foram os choques das massas continentais que elevando-se fizeram com que aquilo que era então fundo do mar sejam agora o cume dos montes.




 
As trilobites eram artrópodes marinhos que viveram exclusivamente nos mares do Paleozóico (542-251 Ma). A maioria vivia em ambientes pouco profundos, arrastando-se pelo fundo, deixando por vezes marcas fossilizadas, denominadas cruzianas (conhecidas também por bilobites), que também se encontram nesta jazida. Em Canelas os fósseis ocorrem num estrato com cerca de 100 m de espessura, de idade Ordovícica,  mais especificamente do Oretaniano inferior, com cerca de 465 Ma. Esse estrato faz parte do sulco Dúrico-Beirão, tendo uma apreciável continuidade geográfica e estando particularmente bem estudado (desde o século XIX)  na região de Valongo.
As principais espécies encontradas em Canelas são: Ectillaenus giganteus, Hungioides boehmicus, Neseuretus avus, Nobiliasaphus delesse, Ogyginus forteyi, Placoparia cambriensis, Retamaspis melendezi, Colpocoryphe thorali conjugens. Algumas destas espécies eram cosmopolitas, outras tinham uma pequenas repartição geográfica. O gigantismo destas trilobites deve-se, em parte (30-40 %), à dilatação associada com a deformação, já que o plano da foliação da ardósia coincide com o da estratificação original.
A importância das trilobites desta jazida foi oficialmente reconhecida em 1999 com a inclusão de uma trilobite no brasão da freguesia de Canelas. Esta é uma das raras representações de fósseis em heráldicas, em todo o mundo.
Image
Mapa geológico do noroeste de Portugal onde se pode observar o sulco Dúrico-Beirão (alinhamento de cor preta que vai de Esposende até sudeste de Castro Daire).
ImageAs trilobites são classificadas com base nas  características morfológicas. A designação desta classe de artrópodes resulta do seu corpo estar segmentado, longitudinalmente, em três partes. Existe ainda uma nítida divisão transversal, também em três partes (céfalo, tórax e pigidio).







Image
Nesta trilobite é notório o desenvolvimento dos olhos (de natureza idêntica à dos insectos actuais) e a ornamentação do céfalo. Algumas trilobites, no entanto, eram desprovidas de olhos.
Image
Repartição no tempo das nove ordens e de algumas das principais  famílias de trilobites.
Image
O surgimento, o apogeu, o declínio e a extinção das trilobites (escala vertical em milhões de anos).
Image
Trilobite da espécie Hungioides boehmicus (o fóssil da imagem é, segundo Manuel Valério proprietário da louseira, a nível mundial, provavelmente, o mais perfeito encontrado até hoje). Abaixo  heráldica da freguesia de Canelas (Arouca) na qual figura uma trilobite.


Image
Image
Alguns dos fósseis do Ordovícico da "pedreira do Valério", em Canelas, Arouca. Em cima à esquerda- Trilobite da espécie Ectillaenus giganteus (pormenor de placa com exemplares de 30 cm). Em cima à direita- Cruziana (pistas de locomoção de trilobites no fundo marinho; escala de 1 cm). Em baixo à esquerda- Braquiópodes do género Orthis. (com 5,5 cm de largura). Em baixo à direita- várias colónias de graptólitos.