quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Trilho das Vinhas

Uma parte do caminho
 Recentemente inaugurada esta obra de grande beleza .
Final do percurso para quem como eu venha de Cascais.
 Li no Correio da Manhã de 26 do corrente o seguinte:

" Trilho da Ribeira das Vinhas Recuperado.
  A primeira fase da recuperação do Trilho da Ribeira das Vinhas, com um custo de 350 mil euros, está concluída, ligando Alvide a Cascais, junto ao Mercado da Vila, e o Bairro Santana, Cobre, Varandas de Cascais, Fontainhas, Outeiro da Vela e Bairro S.José. A inauguração está marcada para amanhã, às 11h30. "
Painel interpretativo. Informação interessante

Locais próximo do Trilho das Vinhas

Vale a pena ler. Ler é saber
Hoje, quatro dias após a inauguração, fui percorrer o espaço na minha bicicleta. Fiquei agradado com o que vi. Bancos para repousar ou, apenas, observar a paisagem. Algumas ruínas de um passado cascalense. Arvoredo singular ou mais vulgar. Enfim uma maravilha. Desde os meus tempos de miúdo e, já lá vão mais de cinquenta e tal anos que por ali não passava, por tal ser quase impossível. Hoje a obra está feita e recomenda-se.
   Cascais Ambiente é uma realidade.
Ps. Verifiquei com agrado que  foi reparado o passadiço das Penhas do Marmeleiro que fora gravemente afectado por um fogo florestal há uns anos atrás.

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Cascais, incêndios florestais e Carlos Carreiras.

Começo este meu articulado por dizer-vos que a minha política no momento presente nada tem a ver com os  partidos.
   Hoje em dia a minha maior preocupação prende-se com a defesa de valores naturais.
Quanto a Cascais  devo sublinhar o seguinte;



O combate

Ao longe na floresta.
 Jornal " Câmara Municipal " em Junho de 2017

A Câmara Municipal de Cascais enviou 30 toneladas de ajuda de emergência para os concelhos mais afectados pelos incêndios de Pedrógrão Grande.  Coordenada com as autoridades locais, distritais e nacionais, Cascais disponibolizou cinco camiões carregados com ajuda alimentar não perecível, água engarrafada e roupas, para além de medicamentos e cinco psicólogas especialistas em trauma e emergência. 
   Trabalhando em rede com as Associações de Bombeiros, no âmbito do Sistema de Protecção Civil Municipal, a autarquia liderada por Carlos Carreiras articulou a boa vontade de cascalenses e empresas do concelho para a recolha dos bens enviados às populações atingidas pelos incêndios.
   A Câmara abriu um fundo de maneio no valor de 25 mil euros, cinco mil euros para cada uma das cinco corporações do concelho envolvidas no combate às chamas. A autarquia admite que este valor possa ser reforçado consoante as necessidades dos operacionais.
 " Há situações que nos impele a agir. Não podemos  ficar indiferentes ao sofrimento aterrador de famílias e de concelhos inteiros que assistem à progressão de fogos assassinos no distrito de Leiria.
Temos a obrigação de, dentro das nossas possibilidades e das necessidades  das populações, e partilhando um espírito de verdadeira solidariedade nacional, fazer a nossa parte para derrotar este inimigo de todos " disse o Presidente de Câmara o Sr: Carlos Carreiras.

Como já referi não me move qualquer interesse partidário nesta " estória " toda. Apenas  sublinho que,o sublinhado é meu e, nada mais.. Agora que foi um gesto digno lá isso foi. E como todos os gestos de grande valia não houve qualquer intuito publicitário à sua volta. Bem hajam todos.



Fotos com legenda:  Miguel Lopes

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Poeira do tempo

Esta máquina ainda anda por aí a trabalhar. Testemunhei esse facto quando por ele cruzei numa destas cenas dignas de um mundo perdido.
   Com a devida licença do seu condutor, tirei esta foto para a posteridade. Segundo o sr: me disse tem esta máquina mais de cinquenta anos, sempre no activo.

Nesta outra foto observei um modelo mais recente mas nem por isso menos interessante. Toda esta labuta nos arredores de Cascais, nos dias que correm.
   Muito obrigado a quem ainda acredita e mantem a esperança numa agricultura simples.
   Neste caso particular " virada " para a preservação de certos valores naturais e culturais.
  

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Jardim Zoológico de Lisboa.

É realmente um prazer para o espírito conviver um pouco com aqueles que nos proporcionam alegrias. Um destes dias estive numa dessas situações e não resisti a fotografar o momento. Há mais, muito mais que ver.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Agência Nacional de Segurança Aérea. ( Mais um teste.)

Asteróide vai rasar a Terra e NASA vai tentar algo 'único'

A agência espacial norte-americana vai aproveitar a oportunidade para testar o seu sistema de defesa para a Terra.

Asteróide vai rasar a Terra e NASA vai tentar algo 'único'
Notícias ao Minuto
07:50 - 02/08/17 por Miguel Patinha Dias
Tech Defesa
Está prevista para outubro a passagem de um asteróide pela Terra a uma distância relativamente próxima, uma situação que se apresenta como uma oportunidade para a NASA de testar o seu sistema de defesa para a Terra. O objetivo é verificar o estado do sistema capaz de detetar asteróides em rota de colisão com o nosso planeta.
“Os cientistas sempre apreciaram saber quando um asteróide fará uma passagem mais próxima e segura da Terra porque assim podem fazer preparações para reunir dados para caraterizar e aprender tanto quando possível. Desta vez, estamos a adicionar mais uma camada a esse esforço, usando esta aproximação do asteróide para testar a rede global de deteção e rastreio de asteróides, verificando a nossa capacidade de trabalhar em conjunto em resposta a tentar encontrar uma potencial ameaça real de um asteróide”, pode ler-se na explicação cedida por um dos cientistas da NASA trabalhar no projeto, Michael Kelley.
Como nota o Mirror, há muito que investigadores e cientistas apontam para a necessidade de criar um sistema de deteção de asteróides suficientemente fiável, não só para fins científicos como também para fazer face a uma situação em que asteróides possam ser uma ameaça.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Borboletas raras mortas. Autor preso.





    Este homem matou 2 borboletas na Inglaterra e agora deve enfrentar a Justiça e um julgamento pesado

    Por
    Universo Curioso

    A história pode parecer absurda para alguns, mas causou uma verdadeira comoção nos cidadãos de Bristol (Inglaterra). Esta semana Phillip Cullen, 57 anos, preso e indiciado por capturar e matar duas borboletas grandes azuis raras, conhecidas pelos cientistas como Phengaris Arion.

    “É um caso único. Nunca antes alguém havia sido julgado por capturar e matar borboletas”. disse o promotor Kevin Withey.A espécie foi descoberta no Reino Unido, em 1795. Porém, em 1979, as grandes borboletas azuis desapareceram do país. Quatro anos depois, o governo britânico iniciou um processo de reintrodução da espécie no ecossistema. Ocorre que, como são consideradas uma espécie protegida, também são um tesouro para colecionadores.
    Resultado de imagem para Phengaris Arion.
    O site La Patilla citou dados da Associação Britânica de Conservação de Borboletas, que adverte que o preço dessas borboletas podem chegar a US $ 371. Cerca de € 315 .  Em reais  (cerca de R$ 1.142,79) no mercado negro.
    Resultado de imagem para Phengaris Arion.
    Cullen foi surpreendido por alguns voluntários, caçando as borboletas azuis com uma rede, dentro de uma área protegida. Durante a investigação, a polícia britânica revistou a casa de Cullen, onde encontraram 30 bandejas de borboletas e mariposas, entre elas, duas borboletas Phengaris Arion.
    Resultado de imagem para Phengaris Arion.
    Cullen não só causou indignação por violar esta espécie rara. Ele também teve a coragem de colocá-las à venda no eBay, e disse a seus clientes que tinha adquirido as duas borboletas em uma fazenda francesa. O Tribunal Bristol irá julgar seu caso em abril  e provavelmente dará uma condenação exemplar para evitar novos casos no futuro.