sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Harvey o ciclone.

    • Furacão Harveyfuracao2017-08-31 (IPMA)
      A passagem do furacão Harvey, furacão de categoria 4 na chegada a terra, está a causar inundações históricas na faixa costeira do Texas, particularmente na área de Houston. Estas inundações resultaram do aumento do nível do mar que acompanha a passagem deste sistema e das chuvas torrenciais, que se abateram durante 4 a 5 dias nestas regiões.
      O Harvey atingiu o Texas no final de sexta-feira, 25 de agosto, como um furacão de categoria 4 na escala de vento de Saffir-Simpson antes de enfraquecer e passar a tempestade tropical. No dia 26, a pressão no centro era então de 938 hPa, gerando ventos que excederam 200 km/h, tendo provocado um aumento do nível do mar estimado entre 1 a 3,70 m.
      Grande parte do sudeste do Texas registou valores de precipitação entre 762 e 889 mm com um máximo de 1317 mm, registado em Mount Belviau, em Cedar Bayou, 1170 mm em Dayton, 1102 mm na estação meteorológica de Houston e 1081 mm em Pasadena.
      É já o episódio mais chuvoso dos Estados Unidos, ultrapassando os 1220 mm registados em Medina (Texas) na passagem do furacão Amelia em 1978.
       
    • A título meramente indicativo pode referir-se que o valor médio anual da quantidade de precipitação no Gerês, a região mais chuvosa de Portugal continental, é da ordem de grandeza de 2600 mm e os valores normais anuais são de 725 mm em Lisboa e de 1150 mm no Porto, sendo que os valores de precipitação que ocorreram nos Estados Unidos foram registados em apenas 4 a 5 dias.
    •  
    •  



    • Trajectória prevista para o Harvey até sábado 2 de setembro.
      Trajectória prevista para o Harvey até sábado 2 de setembro.
    •