terça-feira, 27 de junho de 2017

3º mais até ao fim do século e...

A pouco e pouco vemos como o clima está a mudar. Sinceramente já não sei o que pensar, em concreto, destes tempos que vivemos no que a esse tema diz respeito. Ora temos um calor abrasador, ora temos o frio. O que mais falta faz não apareceu a seu tempo. A chuva.
    Li  aqui há dias um artigo em que o autor afirma que no Alentejo é notória a morte de árvores como o sobreiro e a azinheira por escassez de água.

Nascer do Sol no presente. Ainda vivemos no paraíso.

   Não venham atribuir culpas a nós, portugueses, que em quase nada contribuímos para as alterações climáticas e consequente aquecimento global  mas sim a quem realmente a merece. Os países ricos que atearam a fogueira onde o mundo começou a ser consumido.